top of page

Relatório de ODS impactados com a ONG Bonanza - Organismo vivo digital de soluções à crise climática.

Um grupo de empreendedores conectados ao ecossistema de inovação de POA que se reuniram no TECNOPUC, em meio às maiores enchentes do RS e todo o caos instaurado em virtude dessa crise climática, para desenvolver soluções usando tecnologias físicas, digitais e sociais com o objetivo de mitigar os impactos gerados, salvando vidas, reduzindo danos à sociedade e ao meio ambiente e apoiando as governos. 


Foto da equipe durante roda de planejamento estratégico.


A primeira instância focou na resolução do problema dos Abrigos - fazendo conexões com as demandas que iam surgindo com as ofertas de doações. 


Cada dia que passava surgia uma nova demanda, como por exemplo a ÁGUA: quando surgiu a demanda da água, foi criado uma força tarefa com um grupo de trabalho voluntário.


Green Thinking é uma Startup/organismo vivo de educação para a regeneração. Que vem trazendo para o Bonanza um olhar sistêmico para a enchente especialmente para os resíduos e para a sustentabilidade que muitas vezes em tempos de crise acaba ficando de lado e isso não pode acontecer sobretudo na tragédia que nos assola.

A atuação do Green Thinking está sendo muito em aproximar a rede de sustentabilidade para atuar em conjunto, sobretudo na segunda fase desta tragédia, ou seja, na limpeza. Quando falamos de limpeza pós desastres há uma série de coisas a serem observadas, que vão desde a separação desses resíduos até um plano de reconstrução que tenha um olhar sustentável. 


*Primeiro temos que observar que há fases para a execução da iniciativa.


 

Como o Green Thinking tem um olhar para a sustentabilidade, mapeamos alguns Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que se aplicam nesta ação:


Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) Relevantes:


ODS 1: Erradicação da Pobreza

  • Meta 1.5: Até 2030, construir a resiliência dos pobres e daqueles em situações vulneráveis e reduzir sua exposição e vulnerabilidade a eventos extremos relacionados ao clima e outros choques e desastres econômicos, sociais e ambientais.


ODS 2: Fome Zero e Agricultura Sustentável

  • Meta 2.1: Até 2030, acabar com a fome e assegurar o acesso de todas as pessoas, em particular os pobres e as pessoas em situações vulneráveis, incluindo crianças, a alimentos seguros, nutritivos e suficientes durante todo o ano.


ODS 3: Saúde e Bem-Estar

  • Meta 3.4: Até 2030, reduzir em um terço a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis por meio da prevenção e tratamento e promover a saúde mental e o bem-estar.


ODS 4: Educação de Qualidade

  • Meta 4.1: Até 2030, garantir que todas as meninas e meninos completem a educação primária e secundária gratuita, equitativa e de qualidade, levando a resultados de aprendizagem relevantes e eficazes.


ODS 6: Água Potável e Saneamento

  • Meta 6.1: Até 2030, alcançar o acesso universal e equitativo à água potável e segura para todos.


ODS 10: Redução das Desigualdades

  • Meta 10.2: Até 2030, empoderar e promover a inclusão social, econômica e política de todos, independentemente da idade, sexo, deficiência, etnia, origem, religião ou condição econômica ou outra.


ODS 11: Cidades e Comunidades Sustentáveis

  • Meta 11.5: Até 2030, reduzir significativamente o número de mortes e o número de pessoas afetadas, diminuir substancialmente as perdas econômicas diretas relativas ao PIB global causadas por desastres, inclusive relacionados à água, com foco em proteger os pobres e as pessoas em situações de vulnerabilidade.


ODS 12: Consumo e Produção Responsáveis

  • Meta 12.3: Até 2030, reduzir pela metade o desperdício de alimentos per capita mundial nos níveis de varejo e consumidor e reduzir as perdas de alimentos ao longo das cadeias de produção e abastecimento, incluindo as perdas pós-colheita.


ODS 13: Ação contra a Mudança Global do Clima

  • Meta 13.1: Fortalecer a resiliência e a capacidade de adaptação a riscos relacionados ao clima e desastres naturais em todos os países.

  • Meta 13.3: Melhorar a educação, a conscientização e a capacidade humana e institucional sobre mitigação da mudança do clima, adaptação, redução de impactos e alerta precoce.


ODS 14: Vida na Água

  1. Meta 14.1:

  • Reduzir significativamente a poluição marinha de todos os tipos, em particular a proveniente de atividades terrestres, incluindo detritos marinhos e poluição de nutrientes.

  • Aplicação: Limpar os rios e corpos d'água afetados pela enchente, removendo detritos e prevenindo a poluição que pode afetar os ecossistemas aquáticos.

  • Meta 14.2:

  • Gerir e proteger de forma sustentável os ecossistemas marinhos e costeiros para evitar impactos adversos significativos, inclusive fortalecendo sua resiliência.

  • Aplicação: Restaurar e proteger áreas costeiras e habitats aquáticos danificados pela enchente, fortalecendo sua capacidade de resistir a futuros eventos extremos.

  1. Meta 14.3:

  • Minimizar e enfrentar os impactos da acidificação dos oceanos, inclusive por meio de uma maior cooperação científica em todos os níveis.

  • Aplicação: Monitorar e mitigar a qualidade da água para prevenir impactos negativos nos ecossistemas aquáticos devido à poluição causada pela enchente.


ODS 15: Vida Terrestre

  • Meta 15.1: Garantir a conservação e a restauração de ecossistemas terrestres e de água doce.

  • Meta 15.2: Promover a gestão sustentável das florestas e recuperar florestas degradadas.

  • Meta 15.3: Combater a desertificação e restaurar terras degradadas.

  • Meta 15.5: Reduzir a degradação dos habitats naturais e proteger a biodiversidade.

  • Meta 15.9: Integrar os valores dos ecossistemas e da biodiversidade no planejamento e nas políticas públicas.


ODS 16: Paz, Justiça e Instituições Eficazes

  • Meta 16.1: Reduzir significativamente todas as formas de violência e as taxas de mortalidade relacionadas em todos os lugares.

  • Meta 16.2: Acabar com o abuso, exploração, tráfico e todas as formas de violência e tortura contra crianças.

  • Meta 16.6: Desenvolver instituições eficazes, responsáveis e transparentes em todos os níveis.


ODS 17: Parcerias e Meios de Implementação

  • Meta 17.17: Incentivar e promover parcerias eficazes nos setores público, público-privado e da sociedade civil, com base na experiência e nas estratégias de obtenção de recursos dessas parcerias.


Conexão das Atividades da Central de Crise Bonanza com os ODS:


Mapeamento de Necessidades e Recursos dos Abrigos:

  • ODS 1, 2, 6, 12: Ao identificar e redistribuir recursos excedentes (como alimentos, água e roupas) entre abrigos, a central de crise contribui para a redução da pobreza, fome, e desigualdade no acesso a recursos essenciais, promovendo um consumo e produção mais responsáveis.

Atenção aos Problemas Apresentados pelos Abrigos:

  • ODS 3, 4: Oferecer suporte para a saúde e bem-estar dos residentes dos abrigos e garantir que as crianças tenham acesso à educação de qualidade.

Central de Resgates:

  • ODS 11: Coordenar resgates e fornecer assistência a pessoas em situações de emergência, reduzindo a vulnerabilidade e o impacto dos desastres.

Apoio a Animais:

  • ODS 10: Promover a inclusão social considerando também o bem-estar dos animais, garantindo que famílias vulneráveis com animais de estimação recebam o suporte necessário.

Parcerias e Colaboração:

  • ODS 17: Estabelecer parcerias com outras organizações, governos e a sociedade civil para melhorar a eficiência e eficácia das respostas às crises.


A central de crise Bonanza, ao mapear e redistribuir recursos e fornecer apoio abrangente a abrigos e pessoas em situação de vulnerabilidade, contribui significativamente para a realização dos ODS, promovendo uma resposta mais coordenada, inclusiva e sustentável às crises.

 

Segunda Etapa da Limpeza


Conexão das Atividades Pós-Enchente com os ODS:

Processo de Limpeza das Áreas Afetadas:

  • ODS 3 e ODS 6: A limpeza após as enchentes envolve a remoção de detritos, lama e resíduos perigosos que podem impactar a saúde pública e a qualidade da água. Melhorar a qualidade da água e reduzir a poluição são passos essenciais para prevenir doenças e proteger o meio ambiente.


Gestão de Resíduos e Recuperação Ambiental:

  • ODS 11.6: A gestão eficaz dos resíduos resultantes da enchente e a recuperação ambiental são cruciais para reduzir o impacto ambiental negativo, garantindo que resíduos perigosos sejam tratados e eliminados de maneira segura.


Enfrentamento dos Desafios Climáticos:

  • ODS 13: Fortalecer a resiliência e a capacidade de adaptação da comunidade às mudanças climáticas e desastres naturais. A conscientização e a educação sobre as mudanças climáticas também são vitais para preparar a população para futuros eventos climáticos extremos.


Instauração da Paz e Estabilidade:

  • ODS 16: Após uma enchente, é fundamental restaurar a ordem e a paz, assegurando que as comunidades afetadas se sintam seguras e apoiadas. Isso inclui combater a violência, apoiar a recuperação das comunidades e desenvolver instituições eficazes e responsáveis para gerir a crise.


Implementação das Ações:


  • Cooperação com Autoridades Locais e Internacionais: Colaborar com governos locais, ONGs e agências internacionais para coordenar esforços de limpeza, recuperação e assistência às comunidades afetadas.


  • Engajamento Comunitário: Envolver a comunidade local no processo de recuperação para garantir que as ações atendam às suas necessidades e promover a resiliência comunitária.


  • Educação e Conscientização: Promover programas educacionais e campanhas de conscientização sobre práticas sustentáveis de gestão de resíduos, preparação para desastres e mudança climática.


  • Monitoramento e Avaliação: Implementar sistemas de monitoramento e avaliação para acompanhar o progresso das ações de recuperação e garantir que os objetivos e metas dos ODS sejam alcançados.


Mapeamento das ações e alinhamento com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentáveis da ONU. Entre em contato.

37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page